Inteligência

Trabalhadores digitais: a combinação entre robôs e pessoas

O rápido desenvolvimento da inteligência artificial tem acelerado a evolução de tecnologias de automatização, o que significa que novos mecanismos estão viabilizando projetos mais rápidos, menores e com retorno de investimento interessante (3 a 5 meses – ROI 150%). O potencial é enorme mas a adoção está apenas começando, pela necessidade de entendimento do tema por parte das empresas.

Se mudarmos a perspectiva sobre o uso dessas tecnologias e o papel que trabalhadores digitais podem assumir, novos patamares de produtividade e escalabilibade poderão ser atingidos, considerando que pesquisas apontam que cerca de 30% do que é executado nas organizações têm potencial para ser substituído por mecanismos robóticos.

Os Trabalhadores Digitais são resultantes de um esforço de Digitalização e Automatização de Negócios, onde métodos combinados com mecanismos buscam a substituição de atividades e tarefas repetitivas em torno da organização de processos, criando um ambiente balanceado entre esses trabalhadores digitais e as pessoas.

Com mecanismos e tecnologias extremamente flexíveis e adaptáveis, qualquer setor que tenha muita concentração de esforço com atividades repetitivas, manuais, em processos não estruturados, executados com grande frequência, pode se beneficiar deste conceito.

Como exemplo profissionais podem adotar mecanismos robóticos para realizar o primeiro atendimento de e-mails e abertura de tickects, efetuar abertura ou encerramento de contas, ler e copiar dados de documentos em sistemas, lançar notas fiscal, copiar e colar dados entre sistemas ou planilhas, entre outras tarefas para melhorar os níveis de conformidade, prazo e assertividade para o negócio.

A utilização de mecanismos robóticos poderá mudar – e muito! – o modo de trabalho de centrais de atendimento como conhecemos hoje. Ao invés de focar em capturar dados dos clientes, digitar e redigitar em várias telas haverá mais tempo para o trabalho intelectual de entendimento e resolução de problemas e demandas. Robôs que repetem tarefas trabalham em torno de 4x mais rápido em tarefas repetitivas que pessoas, ou o tempo para organização de conteúdo em média é 50% menor, entre outros benefícios que podem motivar a adoção.

A combinação de capacidades como captura de dados de documentos, tarefas repetitivas (control C, Control V), organização de conteúdo, tomada de decisão em milissegundos, a orquestração de processos e casos dinâmicos e inteligência operacional cognitiva, viabilizarão a adoção de trabalhadores digitais cada vez mais sofisticados e produtivos.

Com a automatização e adoção dos trabalhadores digitais, as empresas poderão obter benefícios como:

  • Escalabilidade, porque trabalhadores digitais são muito mais rápidos de serem copiados e replicados em tarefas repetitivas que pessoas, caso a empresa esteja crescendo;
  • Redução de erros humanos, uma vez que robôs não se distraem na execução de rotinas;
  • Aumento da produtividade, uma vez que as velocidades dos robôs são maiores que das pessoas;
  • Menores custos de desenvolvimento, dado pelo modelo ágil sobre qual essas tecnologias foram concebidas, para que os times de negócios possam moldá-las rapidamente;
  • e por fim, quando a escala de adoção for significativa, o aumento da receita por colaborador!

Quer saber mais sobre os trabalhadores digitais e a automação robótica de processos? Eu estarei no RPA Congress, que acontecerá em 8 e 9 de maio, em São Paulo (SP), e apresentarei a palestra “Combinando capacidades robóticas para aumentar escala e produtividade com trabalhadores digitais”. Participe!

Por Luis Fernando Faria, Líder de Digital Business Automation na IBM Brasil

fonte: http://www.timaissimples.com.br/2018/05/trabalhadores-digitais-combinando-robos-e-pessoas/